De cabeça baixa


Livrarias fora do Rio
março 30, 2008, 3:03 pm
Filed under: Sem-categoria

Segue uma lista de livrarias fora do Rio onde o livro pode ser comprado. A maioria é em SP. Quem souber a localização das livrarias (bairro, cidade) e quiser me passar, agradeço. Fico devendo a lista das livrarias de MG e de eventuais pontos-de-venda em outros estados. Lembrando que a Saraiva Online tem o livro.

 São Paulo

Nobel -Shopping Penha

FNAC

Nobel-Frei Caneca

Edusp – todas as lojas

Laselva

Banca Amauri

Basilivros

Casa de Livros

Book Stop Livraria

Nobel – Shopping Moto Aventura

Casa do Psicólogo Livraria e Editora Ltda

Nobel – Mooca

Central Livros Técnicos

Livrria da Vila

Cosmopolita

Livraria da Vila – Casa do Saber

Livraria Cultura – Market Place

Editora Vozes – toda as lojas

Martins Fontes Paulista

Nobel – Shopping Tatuapé

Martins Editora e Livraria

Unicamp

Livraria Boa Vista

Livraria Horizonte

Livraria Cortez

Livraria Loyola – 3 lojas

Nobel – Barão do Triunfo

Livraria Médica Paulista

Livraria Ana Costa

Livraria e Papelaria Sílvio Romero

Livraria Millenium

Livraria Pontes

Livro Aberto

Livro Som Livros Ltda

Cia de Leitura

Espaço Cultura Ícone

Nobel – Shopping Center 3

Nobel – Augusta

Nobel -Litoral Plaza

Nobel – Praia Grande

Nobel – Vila Mascote

Nobel-Butantã

Entrelivros

Livraria Visc. De Cairu

Distrito Federal

Livraria Cultura Brasília

Rio Grande do Sul

Livraria Cultura Porto Alegre

Pernambuco

Livraria Cultura Recife



Resenha no Valor Econômico
março 28, 2008, 1:16 pm
Filed under: De cabeça baixa, Imprensa

Saiu uma resenha bem generosa na edição desta sexta do Valor Econômico, dentro do suplemento “Eu & Fim de semana”. A matéria ocupa quase uma página inteira, excetuando um quadrinho com a lista dos mais vendidos, e tem direito a foto e dois trechos. Segue a matéria abaixo (assinantes podem ler aqui).

Um bravo representante da nova geração

O carioca Flávio Izhaki estréia com romance bem escrito sobre as agruras de um autor fracassado

Um pouco como o escritor catalão Enrique Vila-Matas, o jovem brasileiro Flávio Izhaki faz da própria atividade literária seu tema neste primeiro romance, que traz também entre os ingredientes amor, um toque de mistério e, principalmente, a realidade da solidão nas grandes cidades, no caso o Rio, cidade natal do autor e do protagonista do livro, Felipe, e Curitiba, “exílio” deste.

A história, muito bem escrita e amarrada, é a de um jovem professor de literatura e romancista estreante, cujo livro, “Desencanto”, não obtém sucesso, apenas uma resenha negativa. A depressão vem e, com ela, a vontade de sumir, o que Felipe faz mudando-se do Rio para Curitiba. Lá, ao visitar um sebo, depara com um exemplar do seu livro cheio de anotações críticas nas margens, o que o leva a uma busca pela pessoa que o vendeu ao sebo e o faz repensar a própria trajetória de escritor.

O mais intrigante: trata-se de alguém que foi ao lançamento, cinco anos antes, já que o exemplar contém seu autógrafo e a dedicatória de uma tala Ana Maria. O uso da metalinguagem é constante. O enredo de “Desencanto” se intercala com o da própria trama e, ainda, com um terceiro, que aparece depois, usando o protagonista do primeiro como personagem.

Mas cumpre apresentar o escritor. Flávio Izhaki nasceu em 1979 no Rio e já participou de várias antologias, como “Paralelos – 17 contos da nova literatura brasileira” (Agir, 2004), e revistas. Não por acaso – e este romance o comprova -, umjúri convocado recentemente pelo jornal “O Globo” o apontou como aposta literária da nova geração.

 Trechos

Perplexidade

“Mas o que ‘Desencanto’, seu livro, sua teoria, estava fazendo no sebo, e quem o sublinhara? Folheou as páginas iniciais e percebeu que estavam todas anotadas pela mesma letra. Tinha outro livro rabiscado, analisado, nas margens deste. Que jamais vendera sequer a edição de seiscentos exemplares que ele pagara. Que fora desenganado pelos escritores, seus amigos na época, e o condenara à segunda divisão de uma já esquecida geração literária carioca do final dos anos 1990. (…) ‘Desencanto’ fora a premonição do fracasso que se seguiu, não literalmente, mas na sua incapacidade de agir ou reagir. Restara apenas a fuga, impositiva, punitiva, e, desde então, jamais parara de correr, mesmo assentado em Curitiba.”

Sem destino

“Novamente Curitiba na cabeça. Sentiu-se um fantasma na própria cidade; ainda seria a sua cidade?, pensou, ele agora um estranho, parado, sozinho, estático como uma pessoa terrivelmente amedontrada, uma formiga que sabe que será esmagada. Era preciso voltar ao hotel, ler a carta de Ana Maria, decidir sobre seu futuro imediato: ficar ou exilar-se em Curitiba. Mas será que agora não seria o contrário, o exílio na própria cidade natal? Ou em ambas.”



Muito obrigado
março 26, 2008, 1:23 pm
Filed under: De cabeça baixa, Lançamento

Muitíssimo obrigado aos amigos, parentes, conhecidos e desconhecidos que foram ao lançamento ontem à noite. Enfrentaram a chuva e a fila com paciência e bom humor. Não esquecerei da presença de vocês.

Aliás, o livrinho que vocês levaram para casa começa justamente com uma pessoa entrando num sebo por causa de uma chuva forte…

Mas em vez de um exemplar todo rasbiscado, anotado, amassado, vocês levaram 125 estalando de novos, apenas com meus garranchos na folha de rosto. Espero que gostem do que vem depois…



Gente boa
março 25, 2008, 12:51 pm
Filed under: Sem-categoria

Hoje, dia do lançamento, saiu uma notinha sobre o trailer na coluna Gente Boa, de O Globo, com direito a foto de um frame do filminho. Para assinantes. Depois coloco a notinha na seção de Imprensa.

Hoje gravo aquela entrevista para a Rádio Cultura FM de Porto Alegre que comentei na semana passada. Ainda não sei que dia irá ao ar.

E à noite, o lançamento. Começa 20h, mas deve durar um tempinho. É um bom horário  para quem vai direto do trabalho e para quem quer passar em casa primeiro. Lembrando que a Argumento fica na Dias Ferreira 417, Leblon.

Até lá.



LIVRARIAS RIO
março 24, 2008, 6:25 pm
Filed under: De cabeça baixa, Livrarias, Mercado editorial | Tags: , ,

Segue a relação das livrarias onde De cabeça baixa pode ser encontrado aqui no Rio. Em breve colocarei as livrarias de fora do RJ. 

Argumento 

Ponte de Tábua

Carga Nobre (PUC)

DaConde

Letras & Expressões

Timbre (Gávea)

Coliseum

Renovar

Café Vommaro (Copacabana)

Leonardo da Vinci

Copabooks

Bolívar

Prefácio

Fox

Travessa



É amanhã!
março 24, 2008, 3:44 am
Filed under: De cabeça baixa, Lançamento

Vocês sabem: o lançamento é amanhã, terça-feira, 25.3, na Livraria Argumento (Rua Dias Ferreira 417, Leblon) , às 20h.

O lançamento é uma festa, celebração, mise en scène. Escolham a palavra. Mas é também o momento em que finalmente o livro começará a ser lido, cada exemplar comprado ganhará nova residência; uma estante, uma cabeceira, uma mochila. A história que eu escrevi com muita dedicação correrá sob os olhos de vocês, ganhará a imaginação de cada um, completando as lacunas dos personagens, metafóricas e físicas.

Me perguntaram o que espero do lançamento: exatamente isso. Que o livro visite outras casas, tenha outras leituras, ganhe vida.

Para quem não puder ir, o livro já começa a ser distribuído. Já me falaram que viram com algum destaque em algumas livrarias no Rio e SP. Online também estará à venda. Já passei o link da Saraiva; em breve também terá no Submarino e outras lojas virtuais.

Mas vem cá, você tem certeza que não quer ir ao lançamento?



Letras & expressões
março 19, 2008, 3:27 pm
Filed under: De cabeça baixa, Imprensa | Tags: ,

Semana passada a Agatha Ramos, aluna da UniverCidade, entrou em contato comigo para uma entrevista para o blog da faculdade. A matéria já está no ar – o conteúdo também pode ser lido na página Imprensa aqui do blog.